segunda-feira, 30 de julho de 2007

Uhmmmm....

Permitam-me uma dúvida...como é que um jovem jogador, considerado há um bom par de anos, como uma das mais reluzentes esperanças do futebol mundial, figura central de uma "guerra" Chelsea-Man Utd no passado defeso, vem agora parar o SLB por uns "míseros" 2 milhões de euros?!? Só o benfica é que teve olho para este negócio?...Aqui há gato!

19 comentários:

vermelho disse...

amigo pachulico:
os interessados eram, ao que foi noticiado, clubes ingleses.
Como bem sabes, para que extra-comunitários joguem em Inglaterra torna-se necessário terem representado a sua selecção A em 75% dos jogos realizados por esta.
Adu não cumpre tais requisitos e, assim, a vinda para o Benfica tornou-se mais facilitada.
O negócio envolveu apenas uma soma de 1,4 milhões de Euros.

PanKreas disse...

Claramente fuga ao Fisco!
Cuidado com a Maria José...

pachulico disse...

Caro vermelho...como se justifica então o preço pago pelo Man Utd pelo Anderson que, como sabes, tb não tem os pre-requesitos para a "work permit" (estão a tentar uma licença especial)?

vermelho disse...

amigo pachulico:
essa é que eu não entendo!
e essa é que é de estranhar!
e essa é que é de investigar!
como pode um clube afirmar-se disposto a pagar uma verba tão avultada por um jogador que sabe não reunir as condições legais para o exercício da profissão?!
se esta transferência fosse para o Porto, seria, estou certo, encarada como um excelente negócio.
como é para o Benfica, ficas com dúvidas.
Tens dúvidas quando entidades cuja credibilidade está acima de qualquer suspeita (e não me refiro ao Benfica, pois que, do teu ponto de vista, não será merecedor de tal distinção) asseveram o valor satisfeito pelo Benfica - a MLS confirmou o valor pago pelo Benfica!

pachulico disse...

Caro vermelho...
Obviamente é um excelente negócio parar o benfica, que não haja qq dúvida. Por estes valores, e para um jogador com esta qualidade e com esta idade, não é preciso dizer mais nada...Daqui a 2 ou 3 anos quando o venderem para um campeonato com maior projecção, as mais-valias serão, concerteza, imensas!Só acho que, para um jogador tão referenciado (e tu sabe-lo muito bem)2 milhões de dólares é muito pouco (porra, foi quanto custou o "basquetebolista" polaca que habita no meio-campo do FCP!!!)

vermelho disse...

amigo pachulico:
totalmente de acordo.
entendo que o negócio se fez por estes valores devido ao facto da "concorrência" ser composta por clubes ingleses em relação aos quais se verifica a limitação já supra debatida, se tratar de um jogador muito jovem, sem experiência europeia, que não se afirmou completamente no futebol sénior, que viveu um certo ocaso no período de tempo que medeou entre o seu aparecimento aos 14 anos e o Mundial Sub-19.

Biely disse...

Ai tanta inveja...

pachulico disse...

Inveja não. Acho q foi um bom negócio, mas apesar de tudo, e dada a idade do Adu e o seu historial num campeonato pouco competitivo, não deixa de ser um negócio de risco...Por outro lado, acho o plantel do FCP bastante bom, com extremos de qualidade!

vermelho disse...

amigo pachulico:
o negócio do Adu apenas em termos desportivos envolve risco.
risco esse, aliás, que é inerente a qualquer contratação.
Financeiramente, para além do montante envolvido não ser de grande monta, é passível de ser amortizado a breve trecho por via do merchandising num grande mercado como o americano.
Adu é o símbolo máximo do soccer nos USA, sendo idolatrado ao nível das maiores figuras das modalidades mais tradicionais.
Caso a negociação tenha envolvido direitos de imagem, então a capitalização do investimento será enorme.

Biely disse...

oh pah, nao percas mais tempo a responder a esses meninos que mais parecem aqueles bichos com 2 palas nos olhos (sem ofença)...

PanKreas disse...

Queremos os 5 milhões do Simão!
Quanto ao Adu...esperemos para ver.
Geralmente quando se faz muito alarido em redor de alguma coisa...

pachulico disse...

Caros vermelho e branquinha...
o risco, obviamente, será sempre desportivo, porque em termos económicos estamos conversados. Quanto aos direitos de imagem do jogador, não me parece lógico q seja o benfica o responsável pela sua gestão a partir de agora: não nos podemos esqueçer (até pq o vermelho aludiu a isso mesmo) que o Adu é uma referência nos EUA, e muito provavelmente com uma gestão de imagem profissionalizada (alguma empresa especializada - Nike?) que não quererá largar mão das mais-valias geradas pelo exploração da imagem do jogador; por outro lado, sendo um dos rostos mais conhecidos da Nike, não me parece q esta empresa esteja interessada em q seja a marca benfica, com o apoio da adidas, a gerir a imagem do Adu, seja em q parte do globo fôr.

pachulico disse...

Só um aparte.

Parece-me que o SLBenfica é a única SAD ( e talvez a única empresa portuguesa) a gerir, e de uma forma globalizada, adequadamente o peso da sua imagem, com exploração de mercados muito apetecíveis em termos económico-financeiros (EXPLORAÇÃO DO MERCADO ASIÁTICO - em franca expansão, com as maiores taxas de crescimento económico, DO MERCADO ÁRABE - idas ao Egipto e Dubai, sendo que os petrodolares serão sempre petrodolares e muito apetecíveis, E DO MERCADO AMERICANO - com a compra do Adu e idas frequentes aos EUA fazer jogos "amigaveis", explorando 2 vertentes: o "boom" esperado do "soccer" com a ida do Beckham e consequente aumento de adeptos, e a enorme comunidade portuguesa - e benfiquista - radicada nos EUA). E acrescento que, enquanto português, estes factos satisfazem-me pois demonstram que em Portugal há gente inteligente e com iniciativa, sejam eles benfiquistas ou não! Também acrescento que me parece que o SLB é a única entidade portuguesa com potencial para entrar, enquanto marca comercial, nos 4 cantos do mundo, o que lhe confere a responsabilidade de iniciar este caminho e abrir portas para outras marcas portuguesas (SAD's ou não) fazer o mesmo...como vêm não há qq inveja ou rancor, há sim alguma pena já q infelizmente o FCP não tem essa dimensão (por várias razões q não importa referir), mas também o conforto de que, em termos desportivos, não existe uma relação directa entre dimensão económica e títulos conquistados...

vermelho disse...

amigo pankreas:
Quais 5 milhões?

amigo pachulico:
não afirmei, apenas aventei a hipótese.
A negociação pode ter envolvido os direitos de imagem.
Desconheço se tal aconteceu.
Julgo que a imagem de Adu não é gerida pela Nike, pois que inexiste qualquer clausula de exclusividade no contrato firmado entre o jogador e aquela marca de artigos desportivos.
Adu tem um contrato com a Nike e verifica-se, de facto, o conflito de interesses a que aludes.
Veremos como será dirimido.

vermelho disse...

amigo pachulico:
inteiramente de acordo com o segmento inicial do teu comentário.
Não gosto de LFV, nem muito menos do seu estilo, mas reconheço que se rodeou de profissionais muito competentes, mormente nas áreas financeira e comercial.
a ressalva que coloquei na parte inicial deste comentário prende-se com a afirmação final que consta do teu último.
Seguindo a linha de raciocínio que ali expendes, deves reconhecer que, no caso português, a dimensão económica apresenta uma relação directa com os títulos conquistados, pois que o clube mais titulado em Portugal é simultaneamente aquele que apresenta maior potencial económico...

pachulico disse...

Por enquanto, caro vermelho...por enquanto!

PanKreas disse...

Direitos de formação.
Estes 5 milhões dizem respeito a uma percentagem da venda do Simão do FC Barcelona para o SL Benfica e da actual venda para o Atlético de Madrid.

vermelho disse...

amigo pankreas:
a única verba que o Sporting receberá a título de direitos de formação serão cerca de 600 mil Euros a pagar pelo Atlético de Madrid.
por outro lado, em relação à transferência para o Benfica, o Sporting reclama de Simão uma quantia de 2 milhões de Euros por violação do direito de preferência que alegadamente lhe assistia.
Em qualquer uma das situações, o Benfica não é tido nem achado.

PanKreas disse...

Não interessa quem paga...queremos o que nos é devido!